Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

EM SOL MENOR

EM SOL MENOR

Dia 118

Abril 28, 2021

A mulher-a-dias faz dias que não vem. Tem a filha doente, uma miúda de ano e meio, e precisa de ficar a tomar conta dela. A mãe veio com elas para as ajudar nestes momentos, mas os esquecimentos têm sido cada vez mais, e duas doenças, uma na avó e outra na neta, não se anulam. Precisa do dinheiro todos os dias, não há poupanças quando se tem de pagar casa e fraldas num salário curto e incerto, mas precisa ainda mais de estar com a filha. No dinheiro dá-se sempre um jeito, diz-lhe a mãe. Pedir ao pai da criança não é opção, ficou noutro continente quando elas lhe fugiram aos punhos. Estão só as três, uma a chorar da febre, as outras a pensar como fazer esticar as notas que sobram. Decidem que não vai pagar o passe no próximo mês: se a apanharem, arrisca-se a ser recambiada para o país de origem, mas a fome não é receptiva a estes argumentos. Sentada, vê o dia perecer, a dançar no vendaval, como um pano amarrotado que se esquece no estendal.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

7 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub